Glossário

  • Águas furtadas

    Clarabóia cuja inclinação de tecto é inversa à do telhado

  • Alpendre

    Pequeno telhado geralmente colocado por cima de uma porta ou janela para a proteger das intempéries.

  • Ancoragem mecânica

    Cavilha de ancoragem cuja fixação ao betão é realizada mecanicamente.

  • Ancoragem química

    Cavilha cuja fixação da parte roscada é feita com a ajuda da mistura de um endurecedor e de uma resina.

  • Antideformação

    Dispositivo colocado em todas as peças comprimidas cujo lançamento é muito importante, de modo a evitar a deformação.

  • Aperto das cavilhas

    O aperto é a última operação de montagem. Através do binário de aperto (com a ajuda de uma chave dinamométrica) cria-se uma tensão que bloqueia o elemento a fixar contra o material de suporte.

  • Aprovação Técnica Europeia (ATE)

    A ATE constitui o reconhecimento da aptidão para a utilização prevista de um produto destinado a receber a marcação CE. É uma marca europeia de conformidade.

  • Arranjo de exteriores

    Solho, banco, abrigo de jardim, terraço, parapeito, prumo, parede antirruído...Este tipo de arranjos está sujeito às intempéries e ao sol e, por vezes, ao contacto permanente com a humidade no solo. As madeiras devem ser provenientes de espécies que apresentem uma excelente durabilidade com conexões e fixações adaptadas, para uma boa estabilidade.

  • Asna

    Conjunto suporte de uma carpintaria perpendicular à fachada de um edifício.

  • Asna pequena

    Asna leve que forma directamente a trave e linha.

  • Balizas

    Elementos de madeira rígida que constituem uma carpintaria.

  • Barrote

    Peça de carpintaria em madeira que se apoia sobre as vigas ou sobre as paredes de um edifício e que serve para apoiar a placa, o tecto ou o telhado.

  • BBS (Madeira bruta seca)

    Peça de madeira maciça obtida através de serragem de toros. Esta peça de madeira foi secada para otimizar a estabilidade dimensional do produto, reduzir o peso, facilitar o trabalho e permitir o eventual tratamento. O produto não foi submetido a operações de aplainamento, pelo que apresenta um aspeto bruto.

  • Betão fissurado

    O betão é considerado fissurado: Quando a tensão no betão é igual a oL + oR > 0.

  • Binário de aperto

    Binário a aplicar a uma cavilha para que esta trabalhe da melhor forma.

  • BMA (Madeira maciça ligada)

    Peça de madeira obtida através do trabalho e colagem da extremidade de diversas peças de madeira maciça (união). Esta técnica permite, em particular, eliminar os maiores defeitos da madeira.

  • BRS (Madeira aplainada seca)

    Peça de madeira maciça obtida por aplainamento de BBS (madeira bruta seca). O aplainamento permite uma grande precisão nos trabalhos e nas montagens, bem como um manuseamento mais agradável no momento da instalação. Alem disso, permite que a madeira obtenha um eventual acabamento.

  • Cargas leves

    Dizem respeito, essencialmente, a cavilhas plásticas para valores de serviço inferiores ou iguais a 200 daN ou 200 kg.

  • Cargas leves

    Dizem respeito, essencialmente, a cavilhas plásticas para valores de serviço inferiores ou iguais a 200 daN ou 200 kg.

  • Cargas médias

    Dizem respeito, essencialmente, a cavilhas metálicas e químicas para valores de serviço inferiores ou iguais a 1000 daN, 1000 kg ou 10 kN.

  • Cargas pesadas

    Dizem respeito, essencialmente, a cavilhas metálicas e químicas para valores de serviço superiores a 1000 daN, 1000 kg ou 10 kN.

  • Cavilha fêmea

    Cavilha que não passa do suporte depois da instalação.

  • Cavilha macho

    Cavilha que passa do suporte depois da instalação.

  • Chanfros

    Superfície obtida ao partir um ângulo vivo.

  • Chapuz

    Peça de madeira que liga a escora à parede ou a um prumo onde a empena é montada e que suporta o frechal.

  • Clarabóia

    Estrutura concebida para receber uma janela num sótão habitável.

  • Classes de durabilidade da madeira

    A durabilidade da madeira é a resistência das espécies face aos agentes de degradação biológica (fungos xilófagos, larvas de xilófagos, térmitas).Cada espécie de madeira tem uma durabilidade natural face aos ataques biológicos.

  • Classes de utilização da madeira

    A classe de utilização da madeira é fixada em função das características de instalação do produto e das exigências exteriores.As definições das classes de utilização servem para classificar as situações de humidificação das madeiras com vista a controlar as degradações fúngicas provocadas.

  • Contraficha

    Peça de madeira cuja extremidade é fixada na empena sob uma madre e a outra extremidade montada no pendural.

  • Contraventamento

    Peça de madeira ou painel que serve para garantir a estabilidade da obra.

  • Cumeeira

    A aresta mais alta de um telhado formada pela intersecção de duas vertentes de telhado.

  • Empena

    Extremidade do edifício em madeira ou alvenaria equivalente à asna, que sustenta as madres e a cumeeira de uma carpintaria.

  • Empenas

    Peça mestra da viga que marca a inclinação e que vai desde a linha até à cabeça do pendural, suportando as madres, trabalhando em compressão.

  • Entalhe

    Corte de forma alongada com remoção de parte do material (entalhe de montagem).

  • Entre-eixo

    Dimensão entre dois eixos.

  • Espaçadores

    Peça de madeira que permite a colocação dos barrotes ou das madres, evitando a deslocação dos mesmos.

  • Esquadro

    Peça de contraplacado de forma triangular que serve para montar madeiras por pregagem.

  • Esquemas de marcenaria

    Blocos, portas, painéis em contraplacado, perfis de madeira...Uma grande variedade de produtos brutos ou mais elaborados que satisfazem a qualidades estéticas procuradas. As espécies e os acabamentos permitem jogar com as texturas e as cores.

  • Estrutura

    Realização de carpintarias e/ou de construções com esquadria de madeira que exijam madeiras resistentes, mantendo a leveza de manuseamento. Pode tratar-se de madeira bruta (BBS), madeira maciça aplainada seca (BRS), madeira maciça ligada ou madeira lamelada colada. As madeiras reconstituídas permitem, em especial, obter peças de carpintaria de grandes dimensões e prumos de grande resistência. Podem utilizar-se todas as madeiras resinosas.

  • Eurocódigos

    Os Eurocódigos são um conjunto de normas europeias de dimensionamento de estruturas de engenharia civil.

  • Fixação

    Trata-se de fixar as hastes roscadas num material de suporte, para realizar a fixação de um elemento.

  • Folheado

    Finas folhas de madeira obtidas por corte ou por desenrolamento.As folhas de folheado destinam-se a ser coladas entre si (contraplacado) ou sobre um suporte, frequentemente em madeira ou à base de madeira (painel), para a criação de elementos de decoração interior.

  • Frechal

    Peça de madeira colocada por baixo da inclinação para suportar o pé das traves.

  • Grampos

    Ferramentas metálicas em forma de U biseladas que servem para apertar duas peças de madeira entre si temporariamente de modo a agrupá-las.

  • Irregularidade

    Assimetria, falha na esquadria de uma peça de madeira ou de pedra.

  • Linha

    Peça de madeira horizontal por baixo da asna, frequentemente uma tala, que liga os pés da empena ao pé do pendural e que sustenta os frechais.

  • Linha suspensa

    Linha suspensa para permitir a passagem de um sótão habitável.

  • Madeira lamelada colada (BLC)

    Peças de madeira obtidas a partir de laminados de madeira maciça ligada, empilhados uns por cima dos outros e, depois, colados. Este processo permite realizar vigas com uma forte secção para transpor grandes elementos suportados e prumos de grande estabilidade.

  • Madre

    Viga paralela ao beiral do telhado que oferece um suporte intermédio às traves e à cobertura.

  • Madre de telhado

    Madre superior que forma a aresta do tecto, denominada cumeeira.

  • Oblongo

    Diz-se de um furo cujo diâmetro é alongado.

  • Painel em contraplacado

    Painel composto de várias camadas de folheado sobrepostas e coladas entre si. As camadas são cruzadas e são sempre em número impar. A sua utilização é muito variada: embalagens, construção, mobiliário, decoração, etc.

  • Paramento em madeira

    O paramento é um pedaço de revestimento exterior de fachada composto de finos elementos fixados mecanicamente numa esquadria. O invólucro cumpre as funções de proteção térmica, acústica e de impermeabilidade, o que garante a estabilidade da construção. Existem diversas soluções técnicas de revestimento exterior: placas de madeira bruta, aglomerado de madeira, painéis em madeira, painéis em fibras compósitas, etc.

  • Parquê

    Revestimento para solo composto de elementos de madeira ou à base de madeira cuja camada que forma o pavimento é em madeira e apresenta uma espessura mínima de 2,5 mm em todos os pontos. Podem distinguir-se 3 famílias de parquê: os parquês em madeira maciça, os parquês contracolados e os outros parquês (em madeira de topo ou placas em junta).

  • Peça de contorno

    Peça de madeira que serve para fechar uma tremonha de telhado ou de plataforma e que suporta as traves ou os barrotes.

  • Pendural

    Peça de madeira vertical que liga as cabeças das empenas, as contrafichas, a cumeeira e as linhas.

  • Profundidade de ancoragem

    A profundidade da ancoragem representa a distância entre a superfície do apoio e a sua parte mais baixa.

  • Profundidade de perfuração

    A profundidade de perfuração deve ser superior à profundidade de ancoragem de modo a garantir uma fixação óptima.

  • Rebaixamento

    Efeito de rebaixar, fazer sulcos numa superfície com a ajuda de uma fresadora ou de uma máquina de escatelar.

  • Recuperação de betão armado

    Trata-se de fixar betão armado no betão para criar uma continuidade na obra em betão armado.

  • Ripas

    Peças de madeira pequenas, fixadas nas traves e que recebem a cobertura fixada através de ganchos (telhas, ardósias, etc.).

  • Sherardização

    A sherardização é um processo termoquímico anticorrosivo de difusão e de penetração do zinco no aço.

  • Solho exterior

    Revestimento de solo exterior composto de placas de solho fixadas diretamente num suporte ou por placas de solho fixadas em vigas, assentando elas próprias num suporte.

  • Tábua de forro

    Painel de madeira fixado sobre as traves para receber a cobertura fixada por pregagem (ardósias, telhas, etc.).

  • Talas

    Peças de madeira gémeas e paralelas entre si que envolvem outras peças para montagens, como as empenas ou as escoras.

  • Tremonha

    Abertura num tecto ou numa placa para a passagem de uma chaminé, escada, alçapão, etc.

  • Viga da perna da asna

    Vara da tacaniça instalada sobre as madres da tacaniça que faz a ligação entre o frechal e a viga mestra do telhado

  • Viga mestra do telhado

    Faz parte da tacaniça, peça de madeira numa viga mestra que forma uma aresta saliente devido ao encontro de dois pilares de tecto, faz a ligação entre a linha da asna mestra e o pendural de tacaniça.